Tudo Sobre A Jornada Navegando com mapa em um campo aberto - Tudo Sobre A Jornada Bandeira

Evangelho de Lucas


Evangelho de Lucas
A abertura da história de Natal do Evangelho de Lucas é familiar para muitos de nós ...

    Naqueles dias, foi publicado um decreto de César Augusto, convocando toda a população do império para recensear-se. Este, o primeiro recenseamento, foi feito quando Quirino era governador da Síria. Todos iam alistar-se, cada um à sua própria cidade. 1
Nesta passagem do Evangelho de Lucas, aprendemos de um decreto de César Augusto que todo mundo será tributado e que todos devem retornar à sua cidade natal para o recenseamento formal. Também lemos que esse conceito de registro e impostos foi decretado pela primeira vez quando Quirino (também conhecido como Cyrenius) era governador da Síria. Bem, por séculos todo esse texto foi considerado uma invenção, já que que não havia nenhum registro secular desse censo romano ou de que as pessoas tiveram que retornar às suas cidades de origem. Além disso, o único registro de Quirino (Cyrenius) sendo "governador" da Síria foi de 6-7 DC (Josefo), muito tarde para coincidir com o registro bíblico.

Sabe o quê? Descobertas recentes revelam que os romanos realmente tinham um registro regular dos contribuintes e que realizavam um censo formal a cada 14 anos, começando com o reinado de César Augusto.2 Além disso, uma inscrição e outras evidências arqueológicas revelam que Quirino estava de fato "governando" a Síria em torno de 7 AC (embora não com o título oficial de "governador", mas como o de líder militar do território).3 Finalmente, um papiro descoberto no Egito discute de forma geral o sistema de tributação romano, declarando o seguinte: "Por causa do censo que está se aproximando, é necessário que todos aqueles que residem por algum motivo fora de sua cidade de origem devem imediatamente se preparar para regressar aos seus próprios governos a fim de que possam concluir o cadastramento das famílias... "4

Eu tive que admitir que Lucas já tinha sido aprovado pela minha noção de um "teste de credibilidade". Na verdade, o seu estilo não se encaixava de forma alguma com o fanatismo religioso que eu esperava. Como eu, o seu objetivo ao escrever as suas narrativas era de recolher provas e apresentar o "caso" histórico de Jesus e seus ensinamentos. Para mim, foi algo poderoso que Lucas escreveu o seu texto inteiro como um trabalho de pesquisa - "uma exposição em ordem" - para um oficial romano chamado Teófilo. Aqui está o início do registro de Lucas:
    ...igualmente a mim me pareceu bem, depois de acurada investigação de tudo desde sua origem, dar-te por escrito, excelentíssimo Teófilo, uma exposição em ordem, para que tenhas plena certeza das verdades em que foste instruído. 5
Então, como um escritor oficial da história, Lucas passou o meu teste com uma nota excelente. Eu ainda não estava pronto para aceitar a teologia da sua narrativa do Evangelho, mas realmente não estava "testando" isso ainda. Eu ainda estava verificando a autenticidade e a credibilidade desses caras ...

Após o Evangelho de Lucas, o que estava por vir na minha lista ...?

Leia o próximo artigo agora!

1 Lucas 2:1-3, A Bíblia Sagrada.
2 E. M. Blaiklock, "Quirinius," The Zondervan Pictorial Encyclopedia of the Bible, vol. 5, Zondervan Publishing House, 1976, 6. Veja também: http://users.rcn.com/tlclcms/census.html#Anchor4.
3 Ronald Marchant, The Census of Quirinius: The Historicity of Luke 2:1-5, Interdisciplinary Biblical Research Institute, Research Report #4, 1980, 4-6, http://www.ibri.org/04census.htm.
4 Veja: http://users.rcn.com/tlclcms/census.html#Anchor4. Citado em Maier, Fullness, 4, o qual está citando de A. H. M. Jones, ed., A History of Rome through the Fifth Century,Harper e Row, 1970, II, 256f.
5 Lucas 1:3-4, A Bíblia Sagrada.



How can I know God




When you die, why should God let you into heaven?


Direito Autoral © 2002-2020 AllAboutTheJourney.org, Todos os Direitos Reservados