Criação da Vida

Criação da Vida

 
Você está aqui: A Jornada >> Criação da Vida

Criação da Vida – Um "experimento" final
Surpreendentemente, bem antes de eu terminar este capítulo, um amigo me confrontou com uma "prova" da criação de vida em um experimento de laboratório "aleatório". Após uma pequena discussão, percebi que o meu amigo estava se referindo aos experimentos de "faísca e sopa orgânica pré-biótica" da década de 1950, quando pessoas como Harold Urey e Miller Stanley passaram misturas de água fervente, amônia, hidrogênio e metano através de elaborados "sistemas de faísca elétrica" formados por copos e tubos de ensaio. Nesses experimentos, eles foram capazes de produzir traços de um ou dois aminoácidos - os "blocos de construção da vida" - e, portanto, a mídia aceitou esse experimento como prova absoluta da possibilidade de geração espontânea em uma Terra pré-biótica. 1

Houve muitos problemas não relatados com estes experimentos "projetados". Dramaticamente, os maiores subprodutos dessas sopas foram breu (85%) e ácidos carboxílicos (13%), ambos dos quais são tóxicos aos sistemas vivos. Apesar de todas as outras questões, produzir um rastro de aminoácido em um experimento de laboratório seria semelhante à produção de um tijolo de barro e declarar que acabamos de descobrir como aleatoriamente projetar e construir um arranha-céu de Nova York.

Depois de discutir um pouco mais sobre coisas da ciência, eu me virei para meu amigo e decidi apresentar-lhe uma boa ilustração gráfica ...

"Despeje a mistura em um recipiente aberto e coloque esse recipiente no sol por alguns milhões de anos. Depois de alguns milhões de anos, pegue o recipiente e examine o conteúdo ..."

Eu acenei com a cabeça: "Você tem um sapo?"

Ele pensou por apenas um segundo ...

"Não, você ainda tem sopa de sapo", ele riu.

"Você está absolutamente certo", concordei. "Como você pode ter algo diferente do que uma mistura líquida que contém os blocos de construção da vida do sapo? Sem nenhum código de informação para unir tudo que está presente, você não tem nada que seja semelhante a qualquer tipo de organismo auto-existente".

Nesta simples (mas gráfica) ilustração, eu dei todo o potencial para criar um sapo. Eu providenciei todos os produtos químicos, aminoácidos, proteínas e moléculas que compõem a estrutura orgânica do sapo. No entanto, se eu colocasse essa ilustração no contexto de uma "sopa pré-biótica" na Terra primitiva, teríamos muita sorte se chegássemos a ver apenas um oligoelemento ou aminoácido se desenvolver ao longo do mesmo período de tempo – quanto menos os componentes biológicos de um sapo inteiro!

Próxima página!

1 See, Harold C. Urey, The Planets, Their Origin and Development, Yale University Press, 1952; e Stanley Miller, Science, vol. 117, 1953, 528-529.


Gostou dessa informação? Ajude-nos ao compartilhar esse artigo com outras pessoas usando os botões dos sites sociais abaixo. O que é isso?




Siga-nos:




English  
Social Media
Siga-nos:

Compartilhar:


Perspectivas Científicas de Enxergar o Mundo

Organismos Microscópicos
Criação da Vida
Filosofia da Vida
Milagre da Vida
Registro Fóssil
O olho humano
Estrutura da Célula
Origem da Vida
Charles Darwin
Conteúdo adicional ...

Perspectivas Filosóficas de Enxergar o Mundo
O que a Bíblia declara ser verdade?
Teísmo
Fundadores dos Sistemas de Crenças
Religiões Mundiais
Descubra a verdade
Assuntos populares
Desafios da vida
Recuperação
 
 
 
Pesquisar
 
Add Criação da Vida to My Google!
Add Criação da Vida to My Yahoo!
XML Feed: Criação da Vida
A Jornada Página principal | Sobre nós | Perguntas Frequentes | Mapa do Site
Copyright © 2002 - 2014 AllAboutTheJourney.org, Todos os direitos reservados.